| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Folha do Delegado
Desde: 12/01/2011      Publicadas: 2101      Atualização: 14/12/2013

Capa |  ARQUIVO POLICIAL  |  ARTIGOS DE OUTROS AUTORES  |  CASOS POLICIAIS MISTERIOSOS  |  CRIMINOSOS CRUEIS  |  DESTAQUES  |  DIREITO & JUSTIÇA  |  LIÇÕES DE VIDA  |  MEUS ARTIGOS


 CRIMINOSOS CRUEIS
  16/02/2011
  0 comentário(s)


Laerte Patrocínio Orpinelli " O Andarilho de Rio Claro
Número de vítimas: 6 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1996 a 1997
Laerte Patrocínio Orpinelli

Laerte Patrocínio Orpinelli " O Andarilho de Rio Claro

Número de vítimas: 6 ou mais
Local dos crimes: São Paulo
Período: 1996 a 1997
O mais velho tinha 11 anos. A mais nova, 3. Era tudo muito rápido " a atração, o passeio até um lugar ermo, geralmente o abuso sexual e sempre a morte. Orpinelli esmurrava a cabeça das crianças, principalmente a boca e as têmporas. Algumas chegaram a ficar com o rosto desfigurado tamanha a violência dos socos. "Eu ficava nervoso e atacava", contou o assassino a VEJA. Orpinelli pode não se lembrar de quantas crianças exatamente atacou, mas quando está diante da fotografia de uma delas dá detalhes da abordagem, da investida e do local onde deixou a vítima. Dos dez assassinatos cuja autoria ele admitiu, apenas três corpos não foram encontrados. Mas as informações fornecidas por Orpinelli sobre a hora e o local do rapto coincidem com as denúncias das famílias. Nos restantes, os exames dos médicos-legistas equiparam-se aos relatos do louco.

Os ataques de Orpinelli se concentravam em cinco cidades do norte de São Paulo. A distância entre uma e outra não ultrapassava 260 quilômetros. Nascido em Araras, na região, ele passou os últimos 25 de seus 47 anos perambulando pelo interior do Estado. Ia de um canto a outro de trem ou carona de caminhão. Vivia de lubrificar portas de bares e lojas com graxa. Como pagamento, recebia uns trocados, um prato de comida ou uma dose de pinga. Dormia em albergues para indigentes ou em construções abandonadas. Orpinelli tinha o costume de anotar em cadernetas a data da passagem em cada uma das localidades. A partir dos diários do andarilho, os investigadores do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, o DHPP, cruzaram as informações escritas por Orpinelli com os casos de desaparecimento infantil. De 1995 até ser preso, ele visitou 26 cidades, que registram o sumiço de 120 crianças de até 12 anos.

Orpinelli assumiu a autoria de dez mortes violentas. Uma das vítimas é Crislaine Cristina dos Santos Barbosa, a garotinha de apenas 3 anos. Ela foi vista pela última vez em 25 de abril de 1999, em Pirassununga, a 206 quilômetros da capital. O andarilho confessou ter seguido a menina e a mãe dela, Nair, até a casa onde moravam. Encontrou a porta encostada e Crislaine sozinha na sala. Entrou e a levou no colo. "Eu não estuprei ela. Eu só matei com murros na cabeça e no rosto e quebrei os dentes. Saiu sangue do nariz e da boca. Eu não quis passar a mão nela", contou ele à polícia. Quatro meses depois de Crislaine desaparecer, uma ossada foi encontrada em um canavial, atrás de um motel. O crânio estava sem os dentes da frente. Os ossos foram enviados para um teste de DNA, previsto para ficar pronto em fevereiro.

A polícia sabe que tem um trabalho duro pela frente. A confissão de Orpinelli apenas não basta. Ele diz ter matado em 1996, em Rio Claro, Aline dos Santos Siqueira, de 8 anos, e Anderson Jonas da Silva, de 6. Mas eles ainda estão desaparecidos. Como Orpinelli nunca enterrava suas vítimas, os corpos ficavam largados no mato, expostos às mudanças climáticas e aos ataques de animais. Além disso, Orpinelli vai e volta em suas declarações. Com a notícia de sua prisão, delegados de outras cidades foram até Rio Claro em busca de confissão para casos de desaparecimento ainda sem solução. O de Bauru levou a fotografia de uma menina sumida na década de 70. Mostrou a imagem dela para Orpinelli e quis saber: "Lembra dessa?" Ele respondeu: "Não é estranha". O de Potirendaba obteve uma confissão informal do assassinato de uma garota no dia 12 de junho de 1997, às 11 horas. No mesmo dia, no entanto, Orpinelli estava a 175 quilômetros de distância. À 1 hora da tarde, ele raptou e matou Renata Campos, de 5 anos, em Araraquara. O delegado de Itu levou um caso de 1984. "Precisamos investigar. Mas a convicção de que tenha sido ele é fraca", afirmou o delegado Moacir de Mendonça. O andarilho errou ao informar o local do crime. Além disso, ao lado do corpo, haviam sido encontrados um pote de vaselina e um par de luvas de limpeza " artefatos que Orpinelli nunca utilizou, ao menos nos crimes ligados a ele. Na entrevista a VEJA, disse: "Eu inventei tudo, confessei o que eles (a polícia de Rio Claro) falavam porque queria ser internado em um sanatório".

Não seria a primeira internação do andarilho. Entre 1967 e 1969, Orpinelli foi internado doze vezes na Clínica Psiquiátrica Antônio Luís Sayão, em Araras. A última internação foi em 1993, por algumas semanas. O motivo, segundo José Carlos Naitzke, diretor da clínica: embriaguez patológica, doença em que uma pequena quantidade de álcool, por menor que seja, deflagra uma transformação de personalidade, muito comum em alcoólatras ou ex-alcoólatras. E Orpinelli bebe desde o final da adolescência. "Foi a bebida que me atrapalhou", diz. Além disso, ele sempre foi violento. Sétimo filho de uma família de nove irmãos, na infância era amarrado pela mãe ao pé de uma mesa para evitar problemas com vizinhos. Quando se soltava, vingava-se atirando tijolos nela. Outra carcterística de sua personalidade: fixação por ser o centro das atenções. Nos últimos dias, durante os depoimentos, reclamava se era interrompido. "Estou falando", esbravejava. De manhã, perguntava aos carcereiros: "Quantos clientes tem aí na porta?" Os clientes eram a imprensa e os delegados das cidades vizinhas.
  Web site: jjdourado.blogspot.com/2010/05/joao-acacio-pereira-da-costa.html  Autor:   jjdourado.blogspot.com/2010/05/joao-acacio-pereira-da-costa.html


  Mais notícias da seção DIVERSOS no caderno CRIMINOSOS CRUEIS
29/04/2013 - DIVERSOS - Horror absoluto: o genocídio silencioso
Um velho ditado diz que os mortos terão sua vingança. Haverá sangue, dizem. O sangue dos mortos será o sangue da vingança. Sabe-se que algumas lápides já se movem e as árvores falam para trazer os culpados à justiça. Os astutos assassinos foram expostos pelos místicos presságios nos sinais dos abutres e das gralhas.Shakespeare, "Macbeth," Ato 3, Se...
19/12/2012 - DIVERSOS - Uma sociedade de matadores
Ao mesmo tempo, essa sociedade tem dado ao mundo excepcionais pensadores, escritores e cineastas que, de certa forma, procuram compensar a brutalidade construída para a defesa dos poderosos titãs das finanças e das corporações industriais que, há mais de cem anos, vem conduzindo a economia e a política internacional, em seu proveito....
23/11/2011 - DIVERSOS - HITLER E A CRUZ JAÍNA OU SUÁSTICA
O Tibete é o lugar dos mistérios insondáveis há tempos imemoriais, pois segredos abissais são passados de geração a geração pelos budistas da região localizada no "teto do mundo", interagindo em práticas religiosas os poderes das magias branca e negra....
13/11/2011 - DIVERSOS - O MÉDIUM DO ANTICRISTO
Tinha uma longa e fascinante história aquele rústico pedaço de ferro. O jovem mergulharia nela a fundo nos próximos anos. Chamava-se ele Adolf Hitler....
17/02/2011 - DIVERSOS - Elias Maluco
Elias Pereira da SilvaElias Maluco (sem camisa, ao centro) sendo apresentado pela polícia após sua prisão em 2002...
17/02/2011 - DIVERSOS - Marcos Antunes Trigueiro (o maniaco de contagem)
Marcos Antunes Trigueiro (Brasília de Minas, 29 de maio de 1978), conhecido como o Maníaco do Industrial ou Maníaco de Contagem, é um ex-motorista brasileiro acusado de ser um assassino em série de mulheres que agia em Contagem e Belo Horizonte, Minas Gerais. Marcos estuprou e assassinou cinco mulheres entre 17 de abril de 2009 e 26 de fevereiro de...
16/02/2011 - DIVERSOS - Ottis Toole
Ottis Toole (5 de março de 1947 - setembro de 1996) nativo de Jacksonville, Flórida. Autor de incontáveis crimes e homicídios em diversos estados dos EUA....
16/02/2011 - DIVERSOS - O BANDIDO DA LUZ VERMELHA
João Acácio Pereira da Costa (conhecido como Bandido da Luz Vermelha) (Joinville, 24 de junho de 1942 " Joinville, 5 de janeiro de 1998), foi um notório criminoso brasileiro....
16/02/2011 - DIVERSOS - Francisco das Chagas Rodrigues de Brito
É considerado o maior assasino em série brasileiro em número de vítimas, superando o Vampiro de Niterói, até então o primeiro do ranking de assassinos seriais do país....
16/02/2011 - DIVERSOS - Adriano da Silva " O Monstro de Passo Fundo
O serial killer da região de Passo Fundo Adriano, a quem se atribuíram 12 mortes, embora ele admita apenas oito, foi preso no Município de Maximiliano de Almeida, na divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina, em janeiro de 2004...
16/02/2011 - DIVERSOS - Preto Amaral " O Primeiro "serial killer" brasileiro
José Augusto do Amaral ou "Preto Amaral" ficou conhecido na história como o primeiro "serial killer" brasileiro, por ter assassinado 3 jovens rapazes e cometido necrofilia com os corpos ainda quentes, em 1926....
16/02/2011 - DIVERSOS - Francisco de Assis Pereira - Maníaco do Parque
Francisco de Assis Pereira, vulgo Maníaco do Parque, é um assassino em série brasileiro que estuprou, torturou e matou pelo menos 11 mulheres. O referido Parque é o Parque do Estado, situado na região sul da cidade de São Paulo. Nesse local foram encontrados vários corpos das vítimas....
16/02/2011 - DIVERSOS - O maníaco do Trianon
Suas vítimas eram profissionais bem-sucedidos, que moravam sozinhos e eram homossexuais. Os crimes aterrorizaram a comunidade gay da época, já assustada com a escalada de violência contra os homossexuais por conta da disseminação do vírus da Aids....
15/02/2011 - DIVERSOS - A história criminosa de Richard Ramirez A.K.A The Night Stalker
Nascido no ano de 1960 em El Paso, Texas (E.E.U.U.). Vivia com seus pais e seis irmãos. Como vários outros "serial killers", os seus crimes começaram cedo (quando ele tinha em torno de 9 anos) e eles iam desde abuso de drogas à assaltos à mão armada...



Capa |  ARQUIVO POLICIAL  |  ARTIGOS DE OUTROS AUTORES  |  CASOS POLICIAIS MISTERIOSOS  |  CRIMINOSOS CRUEIS  |  DESTAQUES  |  DIREITO & JUSTIÇA  |  LIÇÕES DE VIDA  |  MEUS ARTIGOS
Busca em

  
2101 Notícias