| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Folha do Delegado
Desde: 12/01/2011      Publicadas: 2101      Atualização: 14/12/2013

Capa |  ARQUIVO POLICIAL  |  ARTIGOS DE OUTROS AUTORES  |  CASOS POLICIAIS MISTERIOSOS  |  CRIMINOSOS CRUEIS  |  DESTAQUES  |  DIREITO & JUSTIÇA  |  LIÇÕES DE VIDA  |  MEUS ARTIGOS


 DESTAQUES

  17/04/2013
  0 comentário(s)


A terceirização da guerra é uma realidade no Século XXI

"A guerra não é mais para instalar outro modelo econômico: ela é o modelo"

 A terceirização da guerra é uma realidade no Século XXI
A terceirização da guerra é uma realidade no Século XXI

Natália Aruguete e Walter Isaía (Jornal Página 12, Buenos Aires)

"A guerra não é mais para instalar outro modelo econômico: ela é o modelo", diz Dario Azzelini, pesquisador italiano da evolução militar, acrescentando que a idéia de um conflito permanente cria condições para o surgimento de um modelo econômico que seria impossível de instalar em condições de paz. Ao mesmo tempo, é cada vez mais importante a intervenção de Companhias Militares Privadas (CMPs) em todo o mundo, com a impressionante terceirização das guierras, abrangendo do Iraque até a Colômbia.

" Que significa a denominação de "novas guerras" que o senhor usa no livro O Negócio da Guerra?

" No debate acadêmico e " em parte " o político, a expressão "novas guerras" foi introduzida para denominar o fato que mais e mais guerras não se dão entre países mas no interior dos países ou, pelo menos, entre um exército regular e um irregular. A expressão, porém poderia se ampliada porque com as modificações de estratégias de sua condução, vemos que até os países com exércitos regulares estão transferindo a violência para empresas privadas ou estruturas paramilitares: atores que não são os tradicionais nas guerras "comuns".

" Acabaram as guerras entre Estados?

" Não é que tenham acabado. Pelo contrário, na última década também houve um aumento das guerras entre países, mas se apresentaram de outra maneira. Os ataques ao Afeganistão ou Iraque foram guerras entre países, mas a porcentagem das guerras irregulares em comparação com as regulares está aumentando.

" Isso obedece à lógica neoliberal?

" Dizemos que obedece a certas lógicas do neoliberalismo no sentido de aumentar lucros. O sentido da guerra mudou. Tradicionalmente era para trocar as elites e o controle das economias, ou introduzir outro modelo de domínio econômico ou político. Agora, em muitos casos as guerras são permanentes. Não se faz a guerra para implementar outro modelo econômico, mas a guerra mesmo é o mecanismo de lucros.

" Por exemplo?

" Por exemplo, Colômbia. Muito dos lucros nesse país são porque " praticamente " é um país em guerra. Durante os últimos 20 anos, a passagem da pequena e média agricultura para a agroindústria se fez com uma guerra. Se não fosse assim, não teria sido possível expropriar as terras de milhões de camponeses e fazer uma reforma agrária ao contrário, na qual os latifundiários e paramilitares se apropriaram de 6 milhões de hectares de terra.

" Neste cenário, como fica o lugar do Estado?

" Em todo o discurso liberal se diz que o Estado está supostamente perdendo o controle desses atores armados. Fundamentalmente, no caso da Colômbia. Creio que os Estados não perdem o controle e, se o perdem, é em pequenos pontos. Simplesmente estão terceirizando as funções repressivas ou de guerra, criando mais confusão. Os grupos paramilitares colombianos foram criados pelas dificuldades do Estado em conseguir financiamento internacional nos anos 80, pela responsabilidade do exército ou da polícia em delitos contra os direitos humanos. Logo se montou o show da suposta desmobilização dos paramilitares, mas já no final dos 90 era de conhecimento público que o paramilitarismo estava coordenado, fomentado e controlado pelo exército e as autoridades colombianas. Em 2000, a Human Right Watch publicou uma análise da Colômbia cujo título era Paramilitarismo, a sexta divisão do exército colombiano (o exército colombiano tinha cinco divisões). Nesse informe esclarecem que o paramilitarismo é parte integral da situação do exército colombiano e que o processo de desarmamento é uma farsa. Os supostos paramilitares desmobilizados aparecem em outras zonas da Colômbia onde ainda se necessita o paramilitarismo como estratégia ou como supostos grupos rearmados.

" Como e quando nascem as Companhias Militares Privadas (CMPs)?

" As primeiras nascem imediatamente depois da II Guerra Mundial, porque o exército dos Estados Unidos tinha grande capacidade de transporte que já não necessita manter e começou a privatizar parte do transporte. Porém o verdadeiro boom dessas empresas começou em fins dos anos 80 e foi reforçado de forma maciça nos 90. Na primeira guerra dos Estados Unidos contra o Iraque, a relação entre os empregados das CMPs e os soldados era de 1 para 100. No Afeganistão, de 1 para 50/40. Agora, no Iraque há 180 mil empregados das CMPs, segundo dados do próprio exército norte-americano, que só tem 140 mil homens no Iraque.

" Que atividades exercem estas companhias?

" Todas as que alguém possa imaginar. O emprego de armas sofisticadas (como aviões não tripulados, radares ou mísseis de navios estadunidenses) na primeira onda de ataques ao Iraque foi realizado por especialistas de empresas privadas. Além disso distribuem a correspondência, cozinham ou lavam a roupa dos soldados, montam os acampamentos militares, as prisões. No caso da prisão de Abu Ghraib houve julgamentos e investigações contra menos de 10 soldados dos Estados Unidos, quando deveria haver muitos mais implicados. A verdade é que a prisão era administrada em todas as suas funções por duas empresas privadas: CACI e Titan.

" Quais são as vantagens de terceirizar esse tipo de tarefas para as CMPs?

" Como formalmente são civis, não podem, portanto, ser julgados pela Justiça militar. Ao mesmo tempo, em seus contratos lhes é assegurado que não podem ser submetidos à Justiça civil dos países em que eles atuam. Praticamente se criou um campo de impunidade. E a única via para fazer algo contra esses crimes é iniciar processos nos Estados Unidos contra essas empresas. Quantas vítimas têm a possibilidade de fazer isso. Quase ninguém.

" Cria-se uma espécie de marco normativo para acionar estas empresas?

" Sim. Legaliza-se todo o negócio dos mercenários com esse marco de impunidade. Além disso, terceiriza-se a responsabilidade. Milles Frechette, ex-embaixador dos Estados Unidos na Colômbia, disse que é muito cômodo trabalhar com essas empresas porque se morrem, não são soldados dos Estados Unidos e, se fazem algo errado, a responsabilidade tampouco recai sobre os Estados Unidos. No caso da DynCorp que faz as fumigações de supostas culturas de amapola e coca, na Colômbia há um processo internacional porque fumigaram parte do Equador. Mas a empresa alega que eles não podem dizer nada porque parte de seu contrato é não dar informação a terceiros. O contrato vem do Pentágono. Então, se um congressista lhe solicita prestação de contas , o Pentágono apresenta o contrato e diz: eles fazem estas tarefas. Se faz algo mais não podemos controlá-la porque é uma empresa privada.

" Estas empresas, geralmente estadunidenses, são contratadas pelo Pentágono?

" A maioria. De fato, a maior parte do financiamento vem dos Estados Unidos. Do gasto militar no âmbito mundial os Estados Unidos executa a metade. Há empresas também na Europa, empresas russas, na Ásia. Mas as dos Estados Unidos só trabalham sob o consenso do Pentágono. Pode ser que treinem o exército da Coréia do Sul, mas com o de acordo do Pentágono. As empresas russas ou outras de países do Leste, contrata-as quem tem dinheiro.

" Como convive o exército norte-americano com as CMPs?

" Depende de que setores do exército falemos. No campo concreto provavelmente haja conflitos, já que os empregados dessas empresas de segurança costumam ganhar mais do que os soldados. Trabalham em assuntos de maior risco com menos segurança. Porém trabalhar juntos funciona muito bem porque as empresas de segurança são fundadas e organizadas por ex-membros do exército dos Estados Unidos. Também muitos políticos são donos ou copartícipes dessas empresas. Há empresas como a MPRI, fundada por generais dos Estados Unidos da primeira guerra contra o Iraque, que estiveram durante um tempo nas reuniões do Pentágono. Há ligações pessoais muito estreitas. A Eagle Aviation Services and Technology (EAST), que prestou serviços à CIA nos anos 80, é a encarregada do transporte de maquinaria no marco do Plano Colômbia e do Plano anti drogas na América do Sul.

" Quanto dinheiro movimentam estas empresas?

" É um negócio que deve estar movimentando ao redor de 150 a 200 bilhões de dólares por ano no mundo. As pequenas foram compradas pelas maiores, movimentam muito dinheiro, várias têm cotação na Bolsa. Tornou-se um mega negócio no qual participam empresas que trabalham em outros campos. Mas também há ligações entre empresas transnacionais de recursos naturais como petrolíferas e mineradoras.

" Pode nos dar um exemplo?

" Na guerra no Congo, antes que Laurent Cavila ganhasse, havia mineradoras transnacionais que pagavam a mercenários ou a empresas militares privadas para acompanhar as diferentes facções. Uma vez liberado um território mineiro, já havia engenheiros e as CMPs com as mineradoras tinham o controle do território e faziam um acordo com a facção ganhadora para explorar a jazida.

" Como é a contratação das CMPs?

" São contratadas para fazer trabalhos. E esse também é outro assunto para escapar do controle. A lei norte-americana estabelece que todos os contratos que superem 50 milhões de dólares têm que ser aprovados pelo Congresso. Normalmente fracionam-se os contratos para que sejam inferiores e o Congresso nem se intera desses contratos ou do que estejam fazendo essas missões. É a possibilidade de os Estados Unidos fazer intervenções militares em outros países sem que apareçam como tais, porque não são seus soldados que atuam. Todos sabemos o impacto público que causa a imagem dos soldados mortos com a bandeira yankee que regressam aos Estados Unidos. Isso não acontece se morre um empregado de uma empresa privada: não causa indignação pública porque é como se morresse um empregado da IBM em Cingapura. Ninguém se importa com isso. No Iraque pode-se estimar que haja morrido, no mínimo, 2 mil empregados das CMPs. Isso ajuda a manter o número de baixas num nível baixo.

Da Tribuna da Imprensa de 14-4-2013
  Autor:   Natália Aruguete e Walter Isaía


  Mais notícias da seção DIVERSOS no caderno DESTAQUES
05/10/2013 - DIVERSOS - Meritíssimo
Quando eu era Juiz de Direito em atividade, causava-me certo incômodo o tratamento "meritíssimo"....
16/07/2013 - DIVERSOS - Sustentabilidade que não é a Ambiental
Já tem alguns anos que ouvimos constantemente a repetição desta palavra: SUSTENTABILIDADE!...
16/07/2013 - DIVERSOS - PRÉ-SAL A QUE PROFUNDIDADE?
Há 5 ou 6 anos, ainda na Tribuna impressa, quando começou o festival "patriótico" do Pré-Sal, e já começavam a recolher os lucros dessa descoberta, logo no amanhã, escrevi: "O Pré-Sal só passará a existir em 2020, talvez um pouco antes, "ligeiramente antes". E fui explicando:...
25/06/2013 - DIVERSOS - Cuidado conosco, Médicos. Estamos Brabos!
Meus caros colegas médicos, quer dizer que agora resolvemos ficar "brabos"? É isso? Depois da segunda vez que uma ex-terrorista, eleita por um partido que recebeu as FARC em Porto Alegre, que tentou comprar o Congresso inteiro, adepta de uma revolução na América Latina, resolveu afirmar que vai trazer milhares de médicos estrangeiros, nós "resolvem...
25/06/2013 - DIVERSOS - SERÁ QUE ISSO ESTÁ SENDO INVESTIGADO PELA COMISSÃO DA VERDADE ?
Fala o ex-marido de Dilma Carlos Araujo...
25/06/2013 - DIVERSOS - A VOZ DAS RUAS E OS TOUCAS-NINJA
Se as pessoas que estão saindo às ruas nestes dias, em todo o país, votaram na Dilma e há uma década estufam o próprio peito com as fanfarronadas de Lula, o Brasil está salvo. Se são outras pessoas, estamos perdidos....
09/06/2013 - DIVERSOS - Uma FIFA da saúde pública
Não basta colocar nomes em tabela para depois dizer que isso não resolve o problema....
09/06/2013 - DIVERSOS - Carta aberta do jornalista Cosme Rímoli para a presidente Dilma Rousseff.
Esta é a primeira vez que escrevo para uma presidente. O motivo é nobre. Quero avisá-la que a senhora irá entrar para a história com a Copa do Mundo. Mas não da maneira que imagina....
09/06/2013 - DIVERSOS - O ECLIPSE DOS SONHOS
O história aconteceu numa época em que as palavras se transportavam por sinais de energia, através de antenas e equipamentos que a tecnologia eletrônica criou para abolir os efeitos românticos de uma era onde as modestas varandas e a simples utilização de uma escada, se transformavam numa linda e inesquecível cena de amor....
09/06/2013 - DIVERSOS - Mensagem do escritor Agassiz Almeida ao presidente do Uruguai José Mujica.
Não vamos produzir rebanhos humanos e sim formar homens. Que vergonhosas páginas da nossa história vamos legar às futuras gerações!...
03/06/2013 - DIVERSOS - OS INCAPAZES CAPAZES DE TUDO
Duas semanas depois do sábado espantoso só se descobriu que o Brasil é governado por um bando de incapazes capazes de tudo...
16/05/2013 - DIVERSOS - O bandido e o frentista
Todos ficam preocupados com o direito dos bandidos. E os direitos de quem trabalha?...
02/05/2013 - DIVERSOS - Neonazismo e crimes de ódio no Brasil: por uma política repressiva efetiva
No último dia 14, foi preso em Americana (SP) Antônio Donato Baudson Peret, o militante neonazista que enforcou um morador de rua na capital mineira, tirou foto do crime e postou-a, há alguns dias, em seu perfil no Facebook....
29/04/2013 - DIVERSOS - Colombina
Mascarada mulher o rabecão trouxera....
29/04/2013 - DIVERSOS - Vereadores aprovam férias de 90 dias
JUAZEIRO DO NORTE 26/04/2013...
29/04/2013 - DIVERSOS - Política e politicalha
Política e politicalha não se confundem, não se parecem, não se relacionam uma com a outra....
29/04/2013 - DIVERSOS - A mais terrível de todas as armas
O poeta Luís Nicolau Fagundes Varella (1941-1975), nascido em Rio Claro (RJ), descreve qual é a mais terrível da todas as "Armas". ...
17/04/2013 - DIVERSOS - Repórteres de todo o mundo se juntam para devassar contas secretas dos paraísos fiscais
Um trabalho coletivo de jornalistas investigativos começou a publicar, em escala mundial, 2,5 milhões de documentos vazados sobre contas em paraísos fiscais....
17/04/2013 - DIVERSOS - Tráfico de órgãos: Um Feliciano piorado na Assembleia mineira
Sob suspeita: O tucano Carlos Mosconi, presidente da Comissão de Saúde do Parlamento estadual, é acusado de tráfico de órgãos....
17/04/2013 - DIVERSOS - MVB DEBATE DESARMAMENTO NO MAIOR FÓRUM DA AMÉRICA LATINA
MOVIMENTO VIVA BRASIL PARTICIPA DA DO 26º FÓRUM DA LIBERDADE...
17/04/2013 - DIVERSOS - Aumentam indícios de corrupção no governo tucano de Geraldo Alckmin
Governador do Estado de São Paulo, Alckmin vive momento político difícil...
08/04/2013 - DIVERSOS - O voluntário anonimo
Assistimos todos os dias um índice crescente de aspectos sociais negativos, com seqüelas e soluções de continuidade imensuráveis na saúde, educação e segurança pública....
02/04/2013 - DIVERSOS - Pulmão do Planeta Água
"Um dia a Terra vai adoecer. Os pássaros cairão do céu, os mares vão escurecer e os peixes aparecerão mortos na correnteza dos rios e nos oceanos". (Profecia de "Olhos de Fogo", velha índia da nação Cree, há 200 anos)...
02/04/2013 - DIVERSOS - CARTA AOS BRASILEIROS
Que venha o novo referendo pelo desarmamento. Votarei NÃO, como da primeira vez, e quantas forem necessárias. Até que os Governos Federal, Estaduais e Municipais, cada qual em sua competência, revoguem as leis que protegem bandidos, desarmem-nos, prendam-nos, invistam nos sistemas penitenciários, impeçam a entrada ilegal de armas no País e entendam...
26/03/2013 - DIVERSOS - IGREJA TESTEMUNHAS DE JEOVÁ DEVERÁ SER CONDENADA POR DANOS MORAIS.
Os danos morais que Sebastião enfrenta transcendem além da questão religiosa. ...
20/03/2013 - DIVERSOS - Lutas cearenses por Liberdade que mudaram a história do Brasil
"Todos têm direito à liberdade, "sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento, ou qualquer outra condição" ....
14/03/2013 - DIVERSOS - DEPUTADO WALDIR MARANHÃO (PP/MA) IMPEDIU QUE DIREITO DE PORTE FOSSE APROVADO. PROTESTEM!
O deputado Waldir Maranhão, vice-líder do PP/MA, com o objetivo de impedir o porte para os CACs pediu verificação de quórum. Em não havendo quórum a aprovação invalidada!...
12/03/2013 - DIVERSOS - O mundo é um moínho
O cantor e compositor carioca Agenor de Oliveira (1908-1980), mais conhecido como Cartola, considerado por diversos músicos e críticos como o maior sambista da história da música brasileira, ao compôr "O Mundo é um Moinho" originou algumas discussões sobre o significado da letra....
08/03/2013 - DIVERSOS - A farsa sobre Abraham Lincoln
"Digo, portanto, que não sou, nem jamais fui, a favor de criar, de qualquer maneira que seja, a igualdade social e política das raças branca e preta"....
03/03/2013 - DIVERSOS - A SIMPLICIDADE DE UMA EDUCADORA
No dia 13 de setembro de mil novecentos e quarenta e oito, às três horas e cinquenta minutos, na casa 259 da rua São Luiz, no bairro de Cruz das Armas, na cidade de João Pessoa , no Estado da Paraíba, nasceu a menina de nome Marinalva, fruto da união de Sebastião José da Silva e Marina Freire da Silva , tendo como avós paternos José Cosme da Silva ...



Capa |  ARQUIVO POLICIAL  |  ARTIGOS DE OUTROS AUTORES  |  CASOS POLICIAIS MISTERIOSOS  |  CRIMINOSOS CRUEIS  |  DESTAQUES  |  DIREITO & JUSTIÇA  |  LIÇÕES DE VIDA  |  MEUS ARTIGOS
Busca em

  
2101 Notícias


MEUS ARTIGOS
 

DROGAS

 

O CRACK DO OIAPOQUE AO CHUÍ

 

SEGURANÇA PUBLICA

 

Desarmar o povo é dar segurança aos marginais

 

DIVERSOS

 

APENAS UMA CARTA DE GRATIDÃO

 

DIVERSOS

 

O PROIBIDO REXSPY

 

DIVERSOS

 

O defunto que morreu duas vezes

 

DROGAS

 

O PODER SOBRENATURAL DO CRACK

 

DIVERSOS

 

UMA COMPARAÇÃO MITOLOGICA ENTRE OS AMORES DE ARES O DEUS DA GUERRA E LAMPIÃO O REI DO CANGAÇO

 

CRIMES SEXUAIS

 

O "ESTUPRADO"


DIREITO & JUSTIÇA
 

JUSTIÇA

 

O juiz, a imprensa, o mensalão

 

DIVERSOS

 

MEDIDAS PROTETIVAS DA LEI MARIA DA PENHA CONFERE CAPACIDADE POSTULATÓRIA À MULHER

 

DIVERSOS

 

O GIGANTE DESPERTOU E AGORA QUER ACESSO À JUSTIÇA

 

DIVERSOS

 

DIREITO PENAL E O TERROR DE ESTADO. EU VOU P"RÁ RUA, SIM!

 

DIVERSOS

 

Ex-senador Demóstenes Torres é denunciado por corrupção passiva pelo MP-GO

 

DIVERSOS

 

N O T A D E R E P Ú D I O

 

DIVERSOS

 

Uma constelação de pontos fora da curva

 

DIVERSOS

 

SALÁRIOS DO MINISTÉRIO PUBLICO E JUDICIÁRIO DA BAHIA


ARTIGOS DE OUTROS AUTORES
 

SEGURANÇA PUBLICA

 

CRIMES DE ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, DE CONSTITUIÇÃO DE MILÍCIA PRIVADA E DE ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA E PRISÃO TEMPORÁRIA : UMA LACUNA LEGAL

 

DIVERSOS

 

Peregrino, seu destino é caminhar

 

DIVERSOS

 

CRIME ORGANIZADO: NOVA LEI 12.850/13 E O PROBLEMA DA CONDUTA DOS AGENTES INFILTRADOS NO COMETIMENTO DE INFRAÇÕES PENAIS

 

DIVERSOS

 

As letras e a paz

 

DIVERSOS

 

O Advogado no universo jurídico

 

DIVERSOS

 

Presos e Esperança

 

DIVERSOS

 

A inesquecível Nova Acauan

 

DIVERSOS

 

Mídia será alvo das manifestações


LIÇÕES DE VIDA
 

DIVERSOS

 

ABC da Cidadania